Nas semifinais, os quatro melhores

Holanda x Uruguai e Alemanha x Espanha decidem finalistas

Holanda x Uruguai e Alemanha x Espanha são os semifinalistas da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, e mostraram todo mérito na conquista e qualquer que sejam os dois finalistas, o futebol estará bem defendido e respeitado. Sobraram dois campeões mundiais –  uruguaios e alemães – e há duas novidades Espanha, que pode disputar o título pela primeira vez, e a Holanda  já esteve perto várias vezes, mas nunca chegou à gloria do futebol internacional.

Os deuses do futebol acabaram fazendo justiça aos melhores na primeira Copa do Mundo no continente africano e castigaram os que se julgavam favoritos e tinham a prepotência a soberba dos que já se consideravam vencedores antes de enfrentarem todos adversários dos confrontos, especialmente na hora dos famosos mata-matas. Ficaram de fora a França, Itália, Inglaterra, Brasil e Argentina todos campeões mundiais e sempre surgindo na lista dos mais perfeitos, sensacionais e com os melhores craques e times. Uma lição para todos os que achavam que iam ganhar sem entrar em campo. Viva o futebol…

Alemanha e Holanda agora surgem, teoricamente, como os favoritos de passarem  para as finais que terão três seleções da Europa e uma da América do Sul. Pela tabela e as posições conquistadas nas quartas de finais, os jogos decisivos para apontar os candidatos ao titulo de 2010, serão  o número 13, entre Holanda e Uruguai, dia 6 de julho, às 15h30, na Cidade do Cabo, e Alemanha e Espanha, dia 7 de julho, também às 15h30, em Durban. Os perdedores vão disputar o terceiro lugar, dia 10 de julho, às 15h30m,  e quem é o campeão os vencedores, dia 11 de julho, às 15h30, em Johanesburgo. Vale o velho chavão e lugar-comum do futebol e da vida: que vençam os melhores…

Para completar as semifinais da Copa da África já que Holanda já tinha vencido o Brasil de 2 a 1, na sexta-feira, dia 2 de julho, em Porto Elizabeth, e o Uruguai eliminou Gana nos pênaltis, depois de empate emocionante de 1 a 1 no tempo normal e de 0 a 0 na prorrogação, também na sexta-feira, em Joanesburgo. Vieram neste sábado, dia 3 de julho, as definições das chaves com o clássico de Argentina e Alemanha duas das melhores seleções nas fases anteriores e Espanha x Paraguai.

Jornal alemão exalta triunfo

A Alemanha liquidou com a Argentina e goleou por 4 a 0, com show dos garotos Müller e Ozil e do artilheiro Klose, na Cidade do Cabo.  E em Joanesburgo,  se enfrentaram Paraguai e Espanha, no último confronto das quartas de final.  Em disputa emocionante com um pênalti perdido por cada seleção, a Espanha acabou vencendo o Paraguai por 1 a 0 e fazendo ressurgir o sonho do título mundial da Fúria Espanhola. Forza e arriba, Espanha…

Para a história da Copa de 2010, eis as fichas técnicas dos jogos que apontaram os dois últimos classificados das quartas de final:

Argentina 0 x 4 Alemanha

Estádio: Green Point (na Cidade do Cabo).

Argentina: Romero, Otamendi (Pastore), Demichelis, Burdisso e Heinze; Mascherano, Maxi Rodríguez e Di Maria (Agüero); Messi, Tevez e Higuaín. Técnico: Diego Maradona

Alemanha: Neuer, Lahm, Mertesacker, Friedrich e Boateng (Jansen); Khedira (Kroos), Schweinsteiger, Özil e Müller (Trochowski); Podolski e Klose. Técnico: Joachim Löw.

Gols: Müller, aos três do primeiro tempo. Klose, aos 23, Friedrich, aos 29, Klose, aos 44 do segundo.

Cartões amarelos: Otamendi, Mascherano (Argentina) e Müller (Alemanha)

Árbitro: Ravshan Irmatov (Uzbequistão). Assistentes: Rafael Ilyasov (Uzbequistão) e Bakhadyr Kochkarov (Cazaquistão).

Paraguai 0x1 Espanha

Estádio: Ellis Park, em Johanesburgo (África do Sul)

Árbitro: Carlos Batres (Guatemala) Assistentes: Leonel Leal (Costa Rica) e Carlos Pastrana (Honduras)

Gol: David Villa, aos 37 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Piqué, Busquets (ESP); Alcaraz, Victor Cáceres, Morel Rodríguez e Santana (PAR)

Paraguai: Villar, Veron, Paulo Da Silva, Alcaraz e Morel Rodríguz; Victor Cáceres (Lucas Barrios), Barreto (Vera), Santana e Riveros; Cardozo e Valdez (Roque Santa Cruz)
Técnico: Gerardo Martino

Espanha: Casillas, Sergio Ramos, Puyol (Marchena), Piqué e Capdevila; Busquets, Xabi Alonso (Pedro), Xavi e Iniesta; David Villa e Fernando Torres (Fabregas). Técnico: Vicente del Bosque

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Nas semifinais, os quatro melhores

  1. luiz fernando disse:

    Rogério,

    não está nada fácil, mas ‘arriba, Espanha’ permanece como esperança. É preciso, porém, que a Fúria seja mais contundente nos ataques, limitando a troca lateral de passes.
    Luiz Fernando

    • Rperez disse:

      A Fúria Espanhola pode não ser a melhor mas deve ganhar da Espanha se não quiser ser maior que sua capacidade e talento. É uma final da semifinal entre Alemanha e Espanha. Quem vencer dificilmente deixa de ser campeão mundial. Gracias e Arriba Fúria. RP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s