Glória será Mazembe campeão

 

Quicando rumo ao título?

O ano de 2010, que muito tem para ser esquecido, pode ter neste sábado uma conquista quer marca o futebol africano e mundial; o Mazembe, do Congo, ser campeão mundial interclubes derrotando o todo poderoso e marrento Inter de Milão, campeão da Europa. Seria uma grande final e um prêmio dos deuses do futebol que mostraram, mais uma vez, que o futebol é o esporte que mais surpresas e atrações demonstram, se tornado ao longo dos tempos o maior espetáculo da terra e do show-bussines internacional.

Depois de eliminar o Pachuca do México e o Internacional de Porto Alegre, campeão da Libertadores, o time do Congo pode ser campeão hoje, acabando com a hegemonia dos sul-americanos e europeus na competição mundial.

Um dia depois da surpreendente e sensacional  vitória de 2 a 0 do Mazembe sobre o Colorado de Porto Alegre, o Inter italiano também venceu bem e com facilidade o Seongnam (3-0), garantindo vaga para a final do Mundial de Clubes, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

O campeão europeu  perdeu Sneijder por contusão logo nos começo do jogo, mas logo chegou à vantagem ao terceiro minuto, por  com gol de Stankovic. Aos 32 minutos surgiu o grande gol da decisão de italianos e coreanos,  depois de uma fantástica tabela entre Zanetti e Milito, com o avançado argentino criando uma assistência de calcanhar para o companheiro também argentino fazer 2 a 0.

O mesmo Diego Milito fez 3 a 0, aos 28 minutos do segundo tempo, completou a vitória italiana depois de passe de craque do africano Etoo.  Hoje, na decisão do terceiro lugar o desconsolado Internacional de Porto Alegre venceu por 4×2 o Seongnan, no Estádio de Abu Dhabi, nos EAU e terminou a competição em terceiro lugar.

O Inter surge como favorito mas as torcidas de todo mundo, exceto os italianos  do Internacional de Milão, vão apoiar o Mazembe para que se demonstre uma das máximas do futebol mundial que diz que a arrogância e a prepotência serão sempre castigadas pelos deuses do futebol. O Inter brasileiro achou que já estava na final  e que ia ser campeão novamente derrotando os rivais italianos. Mas acabaram eliminados pelos africanos e sofreram a maior zebra da disputa e o mais impressionante resultado de 2010. Forza, africanos!!!

E não são só os torcedores não-italianos que querem ver o time do Congo Campeão. O Presidente da FIFA, Joseph Blatter, nesta  sexta-feira, em Abu Dhabi, começou falando que este Mundial Interclubes é histórico pela chegada de um time africano na decisão e anunbciou que, em sua opinião, para o futebol mundial será excelente se o Mazembe for o campeão. Ou seja, Blatter está torcendo descaradamente para o representante do Congo. A vitória dos africanos justifica a política da Fifa,  o formato do Mundial Interclubes e  a Copa do Mundo na África do Sul  e a Copa 2022 no Quatar.

Ainda sobre o Mundial de Clubes, Blatter confirmou que a competição retorna ao Japão em 2011 e 2012 e que depois poderá ser uma competição nômade, com um ano em cada país, no estilo da copa do Mundo. Além disso, Blatter voltou a referir que o Mundial de clubes começou em 2000 e citou a disputa anterior como Copa Toyota, explicando que era um jogo entre o campeão da América e o Campeão da Europa, dando seqüência a polêmica entre colorados e gremistas sobre qual título vale mais de o do Inter ou do Grêmio.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s