Atlético liquida Cruzeiro de virada: 4 a 3

Tardelli fez 3 e comandou show atleticano

Com três gols de Diego Tardelli, que desencantou e comandou a goleada de 4 a 3 do Atlético sobre o Cruzeiro, neste sábado, no Estádio da Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, o Galo Carijó assumiu a liderança absoluta do Campeonato Mineiro de 2011 com 9 pontos ganhos e deixando sua torcida empolgada e feliz no clássico que teve o mando do time azul e torcida única dos cruzeirenses  como mandava o regulamento da temporada.

Tardelli repetiu a façanha de Obina, no ano passado,  no último clássico de 2010, quando o goleador e ídolo atleticano, fez três gols também na vitória atleticana sobre o time celeste no estádio Parque do Sabiá, no Triangulo Mineiro. Tardelli antes do clássico deste 12 de fevereiro de 2011 disse que gostaria de repetir o feito de Obina e voltou a ser o grande destaque do campeão mineiro e novamente ídolo dos alvinegros da  Colina de Lourdes.

O Cruzeiro começou vencendo de 1 a 0 com gol de Wellington Paulista, mas o Atlético estava endiabrado e comandado por Diego Tardelli reagiu, virou e chegou à vitória sensacional de 4 a 3.  Tardelli fez mais dois gols e Neto Berola marcou o outro gol atleticano. Para o Cruzeiro marcaram além de Wellington Paulista, Henrique e Gil. Um clássico especial e que reafirmou o tabu de o time mandante perder os clássicos  com torcida única em Minas.

O Atlético levou a melhor no primeiro clássico da década em Minas e fora do Mineirão e do Independência. O clássico mostrou que  torcedor não ganha jogo. Foi o terceiro clássico entre os rivais que contou com apenas torcedores de uma das equipes, e novamente quem não teve o apoio da massa saiu vencedor. Como no 1 a 0 do Cruzeiro sobre o Galo, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro, na Arena do Jacaré, e nos 4 a 3 do Galo sobre os cruzeirenses, em Uberlândia, no returno do Campeonato Nacional, ambos em 2010.

Com o resultado, o Atlético ficou novamente na liderança do Campeonato Mineiro, com nove pontos,  e aproveitamento de 100%, três vitórias no turno de classificação. O Cruzeiro se manteve com seis pontos e agora  joga na  Copa Libertadores da América . Na próxima quarta-feira, em Sete Lagoas, o time azul participa da competição, diante do Estudiantes de La Plata  que venceu o adversário no Mineirão ma decisão da disputa internacional anterior. Já o Galo  joga com o Guarani, domingo que vem, às 16h, no Farião, pelo Campeonato Estadual. Como estava previsto, o público do clássico foi  abaixo dos grandes jogos do Mineirão ou do Independência. Apenas um terço dos ingressos foram vendidos para os torcedores cruzeirenses.

Eis a ficha técnica do primeiro clássico mineiro da década:

Cruzeiro 3, Atlético 4

Dia 12 de fevereiro de 2011, em Sete Lagoas, no Estádio Arena do Jacaré

Publico: 9.793. Renda:  R$ 267.216,86

Juiz: Cleisson Veloso Pereira

Cruzeiro : Fábio; Pablo, Leo (Edcarlos), Gil e Diego Renan (Wallyson); Leandro Guerreiro, Henrique, Gilberto (Roger) e Montillo; Thiago Ribeiro e Wellington Paulista . Técnico:Cuca

Atlético: Renan Ribeiro; Jackson, Leonardo Silva, Werley e Leandro; Zé Luís, Serginho, Ricardinho (Diego Souza) e Renan Oliveira (Wesley); Diego Tardelli e Magno Alves (Neto Berola). Técnico: Dorival Júnior

Gols de Wellington Paulista, 19min, Diego Tardelli , 23min e 27min, do primeiro tempo. Henrique, 3min; Diego Tardelli, 5min, Neto Berola, 26min,  e Gil, 40min do  segundo tempo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s