Empate pífio e vaias para a Seleção Brasileira

A Seleção Brasileira voltou a jogar em gramados nacionais desde outubro de 2009 e teve uma exibição pífia no empate sem gols contra os holandeses neste sábado em Goiânia.  A  Seleção  levou vaias merecidas,  no final do primeiro tempo, e  ainda nos último minutos do amistoso internacional. A torcida só mostrou empolgação quando Neymar e depois Lucas pegavam na bola. O primeiro tempo  e o fim do jogo foram francos, só se viu algumas jogadas no começo do segundo tempo por cerca de 20 minutos. Nada de especial e brilhante.

Na terça-feira, na despedida de Ronaldo Nazário de Lima, o Brasil enfrenta a Romênia, no Pacaembu, em São Paulo, e depois segue para a Argentina para disputar a Copa América, com estréia contra a Venezuela em julho. A seleção de Mano Menezes segue sem derrotar os  grandes do futebol mundial. Perdeu da França e Argentina. Só ganhou de equipes sem grande tradição como Ucrânia, Irã, Estados Unidos e Escócia.  O empate com a Holanda foi o quinto da história dos clássicos de brasileiros e holandeses e cada equipe venceu três vezes.

No primeiro amistoso de Mano Menezes em terras brasileiras, Brasil e Holanda não saíram do 0 a 0. Era uma “revanche”  depois da a eliminação nas quartas-de-finais da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, a Seleção não conseguiu mostrar talento e parou na forte marcação adversária.

Este foi o primeiro 0 a 0 entre Brasil e Holanda na história dos onze confrontos. A última vitória da Seleção brasileira em cima dos holandeses foi no mesmo Serra Dourada, em Goiás, onde aconteceu o jogo deste sábado, no dia 8 de junho de 1999, a Seleção do Brasil venceu por 3 a 1. Eis a ficha do novo empate de brasileiros e holandeses:

Brasil 0 x 0 Holanda
Dia 4 de junho, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia

Brasil – Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, Lucio e André Santos (Adriano); Lucas Leiva (Sandro), Elano (Lucas) e Ramires; Neymar, Robinho (Elias) e Fred (Leandro Damião). Técnico: Mano Menezes.
Holanda – Krul; Van der Wiel (Boulahrouz), Heitinga, Mathijsen e Pieters; De Jong (Maduro), Strootman (Schaars), Afellay e Kuyt (Elia); Robben e Van Persie (Huntelaar). Técnico: Bert van Marjiwick

Juiz- Carlos Amarilla (Paraguai).
Cartão vermelho – Ramires.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s