Brasil x Argentina é sempre um espetáculo

Um clássico como Brasil x Argentina é sempre um espetáculo que as torcidas rivais gostam de ver, mesmo que os grandes craques  e outros nem tanto estejam agoraem campo. Valea tradição, o respeito, a rivalidade e a qualidade do futebol sul-americano. Para se avaliar bem, basta ver que os melhores do mundo quase sempre têm brasileiros e argentinos como candidatos a cada final de temporada. Lionel Messi agora é o maior de todos com todo talento e categoria, seu gols e suas atuações no Barcelona, o maior time mundial, mas anteriormente Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Adriano, Romário e outros defenderam bem o Brasil e os hermanos sempre estão entre os destaques mundiais.

Nesta quarta-feira, em Belém do Pará, brasileiros e argentinos disputam  o Superclássico das América, em substituição à velha Copa Roca, e a torcida o Pará está empolgada, com toda razão, Neymar e seus companheiros chamam atenção e mesmo com o time brasileiro ainda sem conseguir mostrar a força de outros tempos, a fé é de um grande jogo e do Brasil voltar a vencer os hermanos. No primeiro clássico, em Córdoba, brasileiros e argentinos empataram. Se o resultado se repetir à decisão será nos pênaltis.

Com seu trabalho questionado e o rendimento da Seleção Brasileira não sendo satisfatório  na Era pós-Dunga, o técnico Mano Menezes tenta, outra vez, dar a primeira vitória a Seleção Brasileira contra um rival de categoria e força desde que chegou ao comando do time da CBF. Nesta quarta-feira, às 21h50, no Estádio Mangueirão, em Belém, Brasil e Argentina se enfrentam pelo título do Superclássico das Américas. Para evitar atritos com as Federações estaduais, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) marcou o duelo para Belém como forma de diminuir a irritação por conta do Estado do Pará ter sido preterido na escolha das sedes para a Copa do Mundo 2014. Goiás também já recebeu tal presente de Ricardo Teixeira e outros Estados serão presenteados em jogos futuros para os protestos não seguirem em outras  capitais e federações.

Para dar a Seleção Brasileira o primeiro título desde sua escolha, depois de fracassar na disputa da Copa América, na Argentina, Mano Menezes deve manter a base da primeira partida.  Para o clássico, o treinador brasileiro escalar algumas novidades como o lateral Cortês, do Botafogo, e o atacante   Borges, do Santos, artilheiro do Campeonato Brasileiro. Brasil e Argentina é o confronto de seleções mais antigo do mundo. Criada com o nome de Copa Roca, em1914, acompetição já foi a mais importante da América Latina e depois perdeu a força. A Seleção Brasileira leva vantagem com 11 vitórias, quatro empates – contando o de semana retrasada – e nove derrotas. Na disputa de títulos são sete para o Brasil (1914, 1922, 1945, 1957, 1960, 1963 e 1976) e apenas três para a Argentina (1923, 1939/40 e 1940). Em1971, ataça foi dividida, já que não houve vencedor nem sequer na prorrogação do confronto de volta. Leônidas da Silva e o argentino Emilio Baldonedo são os artilheiros do clássico com sete gols cada um.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s