Atlético contra Flu e a praga do Engenhão

O Atlético tem de vencer ou vencer neste sábado contra o Fluminense, no Estádio do Engenhão, no Rio, para não ficar em situação desesperadora na tabela do Campeonato Brasileiro de 2011 e poder, sem choro e nem vela, retornar à Segunda Divisão na temporada de 2012 da disputa nacional, para vergonha e tristeza de sua fanática torcida. O Galo Carijó de Minas tem de fugir do fantasma do retorno para a Segunda Divisão e também a maldição de os clubes mineiros nunca terem vencido no Estádio do Engenhão, construído para o Pan-Americano no Rio. Na última vez que jogou no Engenhão, o Atlético perdeu de 1 a 0 do Botafogo, gol de Herrera, e foi eliminado da Copa Sul-Americana, que agora está na fase internacional. Completando a rodada para os clubes mineiros, o América enfrenta o Grêmio neste sábado e o Cruzeiro joga no domingo com o Atlético de Goiás, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, ambos precisando ganhar para reagirem na competição brasileira.

Pelo menos 13 pontos ganhos em 24 restantes nos oito jogo finais do Brasileirão’2011 é a meta atleticana agora. A cada rodada, o desafio aumenta para o Atlético, na briga contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Para o sufoco não aumentar, o Galo não pode adiar a vitória e a buscado caminho para deixar a zona de rebaixamento e depois tentar uma vaga na Copa Sul-Americana de 2012. Depois da última derrota (2 a 0 para o Vasco, em São Januário), o time alvinegro evita lamentações de mais resultado negativo e já pensa em vencer o Tricolor.

Uma vitória no Engenhão pode tirar o Galo da zona da degola, caso Cruzeiro ou Ceará tropecem frente ao Atlético Goianiense e Atlético Paranaense nestefinalç de semana.“Agora já foi. Não adianta ficar lamentando. É trabalhar  e mostrar recuperação técnica, física e psicológica para entrar atento contra o Fluminense para não ser surpreendido novamente”, disse o goleiro Renan Ribeiro.

Se não for ‘surpreendido’ mais uma vez, o Atlético vai pôr fim a uma série de fracassos no Engenhão. Inaugurado em 2007, o Estádio João Havelange se tornou local de derrotas do Galo.

Em nove partidas, o clube mineiro nem sequer empatou. Nas nove derrotas, o Galo sofreu 28 gols e marcou apenas cinco. O calvário atleticano no Engenhão começou em 2008, com o Botafogo vencendo por 2 a 0. O ‘dono’ do estádio foi algoz do Galo em mais seis oportunidades. O Atlético perdeu também para Fluminense e Flamengo.Os melhores resultados de uma equipe mineira no Engenhão foram três empates (dois com o Cruzeiro e um com o Ipatinga), num total de 18 jogos no estádio.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s