Atlético reverte vantagem do rival e é quase bicampeão mineiro em 2013

A vitória sensacional e incontestável de 3 a 0 sobre o Cruzeiro no Estádio Independência neste domingo, dia 12 de maio, mostrou a superioridade e favoritismo do Clube Atlético Mineiro sobre seu maior rival e surge como virtual bicampeão estadual. Com os gols de Jô, Diego Tardelli e Marcos Rocha, o Galo reverte a vantagem do Cruzeiro que precisava de dois empates ou de dois resultados iguais para ganhar a competição mineiro.

Agora, o Cruzeiro terá de vencer de três gols para ser o campeão mineiro enquanto o Galo Carijó pode perder até de 2 a 0 e ficar com o título espetacular.  Para a torcida atleticana que foi com força total para o Estádio do Horto e conseguiu uma renda de R$ 704.210,00 e um público pagante de 19.442 torcedores.

Com a vitória de 3 a 0 sobre o Cruzeiro, o Atlético manteve a invencibilidade de 34 partidas dentro do Estádio Independência com sete empates e 27 vitórias desde a reconstrução do velho estádio do Horto e prevaleceu  o refrão criado pela torcida alvinegra da Colina de Lourdes que diz que “caiu no Horto, tá morto”. Na revanche, domingo que vem, dia 19 de maio de 2013, o Cruzeiro será o mandante  e terá 80% dos ingressos para seus torcedores, contra 20% para os atleticanos.

Depois da decisão contra o Cruzeiro, o Atlético vai seguir sua campanha na Libertadores da América, contra o vencedor da série entre Palmeiras de são Paulo e Tijuana do México, nas quartas-de-finais da competição internacional. Na vitória no clássico, o Atlético ficou seu o volante Pierre suspenso e que deverá ser substituído por Josué, mas deverá ter a volta de Léo Silva que foi substituído por Gilberto Silva na zaga.Eis a ficha técnica da vitória especial do Galo Carijó que leva o time para provável conquista do bicampeonato mineiro:

Atlético 3, Cruzeiro 0

 Clássico de ida da final do Campeonato Mineiro, 12 de maio de 2013. No Estádio: Independência, a Arena do Horto, em Belo Horizonte.

ATLÉTICO- Victor; Marcos Rocha, Gilberto Silva, Réver e Richarlyson; Pierre (Josué), Leandro Donizete (Rosinei), Bernard (Luan), Ronaldinho Gaúcho e Diego Tardelli; Jô. Técnico: Cuca

CRUZEIRO- Fábio, Ceará, Léo, Bruno Rodrigo e Everton (Egídio); Leandro Guerreiro, Nilton, Éverton Ribeiro (Ricardo Goulart) e Diego Souza; Dagoberto (Paulão) e Borges. Técnico: Marcelo Oliveira

Gols de Jô (aos 14′ do 1º tempo); Tardelli (aos 26′) e Marcos Rocha (aos 33′ do 2º tempo)

Juiz: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA-SP), que saiu machucado para a entrada de Pablo Santos (FIFA-ES)

Bandeirinhas: Alessandro A. Rocha Matos (FIFA-BA) e Fábio Pereira (FIFA-TO)

Público de 19.442 pagantes

Renda de R$ 704.210,00

Cartões amarelos: Gilberto Silva, Pierre e Réver (Atlético);  Éverton Ribeiro, Everton, Diego Souza e Dagoberto (Cruzeiro)

Cartão vermelho:  Bruno Rodrigo (Cruzeiro)

 
Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Atlético reverte vantagem do rival e é quase bicampeão mineiro em 2013

  1. Edson Libanio disse:

    Qual foi a ultima vez que vce lembra de juiz substituido? Aliás a unica coisa anormal no jogo de ontem…

    • Verdade. dr. Edson. Sinceramente, no me lembro de nenhum juiz ser substitudo daquela forma. No mais, nenhuma novidade maior. O Galo fez o normal e os cruzeirenses estro reclmando sem razo. Poderia ter sido uma goleada maior.Um abrao e tudo de bom para vc e sua gente.

      ________________________________

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s